O meu primer artigo em Portugués

Em nossas vidas temos muitas primeiras vezes. De tudo. E temos também muitas últimas vezes. De tudo. Temos a primeira vez que comemos, a primeira vez que bebemos cerveja, a primeira que vez dissemos uma palavra, a primeira vez que damos um beijo, a primeira vez que lemos um livro. Temos o primeiro dia de escola, o primeiro dia numa casa nova. Enfim, muitos primeiros. Às vezes são relevantes, às vezes não. Por exemplo, ninguém recorda a primeira vez que subiu umas escadas, ou a primeira vez que comprou um doce. Tampouco costumamos recordar quando foi a primeira vez que acendemos a TV.

Este é a primeira vez que eu, Luis, escrevo em Português, e eu acho que, embora provavelmente no futuro não me vou recordar, é algo memorável na minha vida. Se tenho sorte, isto, escrever um artigo numa linguagem nova, acontecerá uma, duas, três, ou mais quatro vezes na minha vida.

 

Tendo estabelecido a importância do assunto, agora aparece uma nova questão: se é o meu primeiro artigo em Português, eu quero fazê-lo bem. Muito bem. Memoravelmente bem. É engraçado, não é? Normalmente, nunca desejamos fazer cosas bem a primeira vez: não foi um propósito meu, ou de ninguém, abrir “bem” uma janela pela primeira vez, ou dar de comer ao cão. Mas, quando é algo que notamos que é primeira vez, tentamos fazer o melhor. O irónico é que sendo a primeira vez, cada vez que fazemos algo novo, como não temos experiencia, as possibilidades são pequenas de que saia bem, nessa primeira vez. Mas o importante, o que devemos de perceber, é que o importante não que se faça bem, o importante é que se faça.

 

Resumindo. Há muitas coisas que fazemos por primeira vez, mas não percebemos. As vezes que percebemos, costumam ser eventos importantes. Mas também esquecemos desses. Os eventos importantes queremos fazê-los bem. Mas, sendo a primeira vez que fazemos algo, não temos as destrezas precisadas para fazê-lo da melhor maneira. Aqui radica o segredo: para fazer algo da menor maneira, primeiro temos que fazê-lo uma primeira vez, e essa vez não será boa, mas a segunda vez será melhor, e a terceira ainda melhor. Ate que uma vez, seremos tão bons que o que fazemos  será digno de ser lido ou imitado.

 

Neste curto tempo que liste o que eu escrevi, obrigado pelo tempo, porque para eu poder ser melhor preciso de que tu lias isto. E como é o meu primeiro escrito em português, só muito poucas pessoas vão ler…por isso, muito agradecido.

Leave a comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *